Imagem de fundo do menu

6 dicas para preparar a sua escola para os vestibulares e ENEM

Saiba como dar suporte aos estudantes e aumentar o índice de aprovação da sua escola nas provas de ingresso ao Ensino Superior.

De um lado, alunos que sonham em entrar na faculdade. Do outro, instituições que querem garantir altos índices de aprovação que reconheçam a excelência do seu trabalho. A equação é simples, já que o objetivo de ambos os lados é o mesmo. Já na prática, a aprovação vai além do domínio de conteúdos.

Organização para os estudos, visualização de resultados e autonomia no processo de aprendizagem são apenas alguns dos pontos que podem influenciar diretamente no resultado das provas. Preparar a escola para os vestibulares e o ENEM pode parecer um grande desafio, mas com 6 dicas simples é possível assegurar que os alunos cheguem nas provas mais confiantes e um passo mais perto da tão sonhada aprovação.

Continue a leitura e confira as dicas que preparamos para você!

1 → Prepare um calendário de “aulões”

Os aulões são uma ótima oportunidade de revisar conteúdos e tirar dúvidas. A proposta permite que os estudantes saiam um pouco do formato normal de aula, e os educadores podem se aproveitar disso para investir em meios de chamar a atenção. Confira algumas ideias:

  • Trazer convidados especiais para falar sobre determinados assuntos pode ser um meio de ajudar os alunos a terem novas perspectivas sobre os conteúdos.
  • Investir em recursos multimídia também ajuda a tornar os aulões mais dinâmicos.
  • E nem tudo precisa seguir o modelo tradicional de aula: proponha jogos, competições e premiações. Isso ajuda a aliviar a tensão dos alunos diante de tantas provas.

Para que os aulões funcionem, é importante organizar um calendário específico para eles. Podem ser mensais, bimestrais ou trimestrais, dependendo da necessidade dos alunos, e devem ter datas definidas com antecedência. Assim os educadores conseguem prever a organização e os alunos conseguem se preparar para tirarem suas dúvidas.

2 → Adote um cronograma de estudos para vestibulares e ENEM

Uma coisa é certa: ninguém aprende todo o conteúdo de um vestibular ou do ENEM na véspera da prova. Mas quem é professor sabe que, muitas vezes, os alunos não se organizam e deixam para estudar tudo na última hora. É por isso que ter um cronograma de estudos bem definido faz toda a diferença.

Focar em estratégias de preparação dos alunos traz benefícios não só para eles, que conseguem se organizar melhor e ter maiores chances de um bom desempenho, quanto para a instituição como um todo, que sempre espera pelos resultados positivos dos seus alunos. Somado a isso, também é preciso levar em conta que, além do ENEM, existem vestibulares de formatos diversos ocorrendo em várias épocas do ano. Ter um cronograma bem definido, mesmo que não seja focado em um concurso específico, vai ajudar os alunos a manterem a disciplina nos estudos.

Os bons resultados são um esforço conjunto entre instituição, educadores e alunos. Os últimos, inclusive, precisam ser trazidos para o centro da construção do cronograma de estudos. Procure saber suas expectativas de carreira e em quais universidades gostariam de estudar, por exemplo, pois isso ajudará a direcionar o seu cronograma para conteúdos específicos e determinadas áreas do conhecimento.

3 →  Esteja por dentro de temas que sejam tendência

Não se atenha apenas ao conteúdo exigido no ENEM e nos vestibulares para planejar seus aulões e organizar os cronogramas de estudos. Saber os temas que são tendência no Brasil e no mundo é fundamental para direcionar, até mesmo, os seus planos de aula.

Um tema relevante na atualidade não vai impactar apenas a prova de redação: ele pode ser inserido no contexto de todos os outros conteúdos, nem que seja para dar unidade à prova. Por isso, trazer temas assim para o dia a dia de sala de aula ajuda a deixar os alunos mais tranquilos na hora da prova por já terem familiaridade e saberem o que pode ser exigido deles. Quanto menos sustos, melhor!

4 → Implemente as metodologias ativas de aprendizagem

Assim como em todos os outros estágios da vida escolar, a importância do protagonismo do aluno em seu próprio processo de aprendizado é evidente durante a preparação para os vestibulares e ENEM. Aplicar metodologias ativas em sala de aula pode ajudar neste processo, já que elas estimulam os alunos a participarem ativamente da construção das aulas ao invés de receberem os conteúdos de forma passiva.

Ao se ver no centro do seu processo de aprendizado, os alunos têm um estímulo maior para desenvolver o foco e a determinação para buscar seus objetivos. Eles também passam a refletir e ver diferentes situações de forma mais analítica, contando sempre com os professores no papel de mediadores ao longo do processo. Tudo isso faz uma grande diferença para alunos em fase de conclusão do Ensino Médio. Além de chegarem mais confiantes e com maior domínio sobre os conteúdos das provas, eles também se formam indivíduos mais conscientes e críticos sobre o seu papel na sociedade.

5 → Use a tecnologia como sua aliada

Em uma sociedade cada vez mais conectada, a tecnologia também cumpre o seu papel de facilitadora do processo de ensino-aprendizagem. Além de tornar tarefas mais rápidas, ferramentas que digitalizam o ensino também permitem uma análise muito mais profunda sobre o progresso de cada aluno.

Esse é um dos principais benefícios de soluções como a Studos. Com apenas alguns cliques, os professores têm acesso a relatórios completos sobre o desempenho dos alunos e, a partir daí, podem planejar aulões mais assertivos e cronogramas de estudos melhor direcionados para as dificuldades de cada um.

Os alunos também ganham mais autonomia de estudos já que têm acesso a treinos criados individualmente com base no seu desempenho em atividades realizadas na plataforma. Além disso, os alunos do Ensino Médio conseguem visualizar seus resultados relacionados às notas de corte de cursos para os quais pretendem prestar vestibular, o que dá uma perspectiva muito mais realista sobre os pontos que precisam melhorar.

6 → Faça simulados

Já falamos neste artigo sobre a importância da realização de simulados para testar o desempenho dos alunos. Além de guiarem os próximos passos relacionados aos estudos, os testes também expõem os alunos a condições parecidas às que eles encontrarão no dia da prova, o que é parte importante da sua preparação.

Os educadores também podem contar com a Studos para realizarem seus simulados periódicos. Dentre os benefícios da ferramenta, podemos citar:

  • Rapidez na elaboração das provas;
  • Precisão e rapidez nos resultados;
  • Correção automática, o que dispensa a tabulação manual;
  • Gráficos e relatórios completos sobre o desempenho dos alunos;
  • Coleta de dados relacionados ao tempo investido pelo aluno em cada questão.

Quer entender melhor como o nosso sistema funciona? Faça um teste grátis:

Viu como é fácil preparar a sua escola para os vestibulares e o ENEM? Toda ajuda é bem-vinda neste estágio tão importante da vida dos estudantes e, apenas seguindo estas 6 dicas, já é possível obter ótimos resultados.

Leia também:

Como fazer um plano de aula transdisciplinar

Acompanhamento pedagógico: o coordenador na gestão da aprendizagem

5 ferramentas para melhorar o engajamento escolar

Peça uma demonstração