Imagem de fundo do menu

Redação UNESP: possível tema

O vestibular da UNESP, uma das mais importantes universidades brasileiras, aproxima-se. À vista disso, a Studos, mais uma vez em parceria com o professor Everaldo Radlinski, elaborou um possível tema de redação para você. A proposta foi produzida de acordo com o Método Radlinski, levando em consideração os critérios de avaliação pautados no Manual do Candidato e a intencionalidade da prova caracterizada nas edições anteriores. O tema que escolhemos, após uma análise dos itens supracitados, foi “A pandemia freará a desumanização?”. 

No que concerne aos critérios de avaliação da redação, estes são divididos em três segmentos, sendo eles: tema, estrutura e expressão

1) Tema: No primeiro critério, o atendimento ao tema proposto é avaliado em sua legitimação, pertinência e uso produtivo com a devida exploração temática. 

2) Estrutura: No segundo, por sua vez, se avaliam os variados aspectos referentes ao gênero textual. Aqui são considerados elementos como coerência de ideias, organização da tese, defesa de um ponto de vista – que, inclusive, deve estar ancorada em fatos –, objetividade e autonomia do texto. 

3) Expressão: Por fim, no terceiro critério, a coesão e o domínio da norma-padrão da língua portuguesa são avaliados. Neste ponto se analisa o emprego dos recursos coesivos (gramaticais e lexicais), bem como o uso da imparcialidade. 

Vale salientar que, caso o aluno não siga as regras listadas no edital, é possível ter a nota zero atribuída à redação. Embora a avaliação da UNESP possua critérios e regras muito semelhantes aos da avaliação do ENEM, a intencionalidade da prova apresenta inúmeras particularidades. Aliás, os temas de redação são ligeiramente abrangentes e, por várias vezes, o comando consiste em uma pergunta. 

Ao realizar uma análise das dez últimas propostas, percebe-se que elas perpassam diversas questões, indo desde um caráter existencial até um recorte sociopolítico. No tocante ao existencialismo, um forte cunho filosófico impõe que o aluno se atente para tal no sentido de ensinar/incentivar o sujeito a conscientizar-se. Há também um fervoroso abstracionismo em alguns temas, isto é, um caráter não tangível, não palpável, o qual exige informações concretas na feitura do texto.

Quanto ao repertório sociocultural, você poderá usar argumentos por autoridade e/ou optar por uma ilustração fictícia. Enquanto o argumento por autoridade agrega mais densidade ao texto, a ilustração fictícia se caracteriza por deixar a argumentação mais leve e fluida, além de reforçar a interdisciplinaridade. No âmbito da ilustração fictícia, podem-se apresentar filmes, novelas, séries, obras literárias e arte em geral, bem como citações de escritores. Outras fontes também são bem-vindas à  concretude do texto como fatos históricos, notícias, reportagens e afins.

A temática, sugerida pela Studos, sobre a pandemia frear a desumanização, torna-se possível (e provável de cobrança) devido a discussões que tomaram as redes no decorrer do último ano. Para elucidar o assunto, elencamos textos motivadores que servirão como ponto de partida e um norte ao aluno atencioso. 

O texto 01 apresenta uma charge na qual dois sujeitos conversam sobre a banalização das mortes em decorrência da pandemia, de tal modo que levantam justamente a discussão contrária à tese de que a pandemia nos tornaria mais humanos e empáticos. O texto 02, que apresenta o trecho de um poema, suscita a ideia de objetificação e “coisificação” do ser humano, incutida no excerto sobre desumanização e existencialismo contido no texto 03. Por fim, o texto 04 ilustra o assunto por meio de uma reportagem sobre a precarização do trabalho, a desumanização do trabalhador e as relações de poder.Não se esqueça de exercitar a escrita ao finalizar a leitura do material! Pratique!

Texto 1

redação unesp
Malvados. André Dahmer, 2020.

Texto 2

[…]

Hoje sou costurado, sou tecido,

sou gravado de forma universal,

saio da estamparia, não de casa,

da vitrina me tiram, recolocam,

objeto pulsante mas objeto

que se oferece como signo de outros

objetos estáticos, tarifados.

Por me ostentar assim, tão orgulhoso

de ser não eu, mas artigo industrial,

peço que meu nome retifiquem.

Já não me convém o título de homem.

Meu nome novo é coisa.

Eu sou a coisa, coisamente.

Eu, etiqueta. Carlos Drummond de Andrade, 1984.

Texto 3

A desumanização é tão dolorosa como perder tudo, como perder tudo, meu amor. Eu abria e fechava a boca para pedir socorro mas não podia nem sabia articular.

É que eu não tinha mais o que articular. Minha agonia era como a de querer falar antes de morrer. Eu sabia que estava me despedindo para sempre de alguma coisa, alguma coisa ia morrer, e eu queria articular a palavra que pelo menos resumisse aquilo que morria.

[Adaptado] Disponível em: A paixão segundo GH. Clarice Lispector, 1998.

Texto 4

Há palavras cuja sonoridade é aparentemente inócua, cuja grafia parece inocente, insuspeita, mas basta ir um pouco além da fisionomia ortográfica para entender os infernos que escondem. Uberismo seria uma das mais recentes formas de exploração da forma de trabalho, consistente numa hiperexploração dos trabalhadores por meio de plataformas. Um emaranhado algorítmico pensado para arrancar direitos trabalhistas na forma de startup jovem, de sucesso, vibrante, lucrativa. […]

É a total desumanização das relações trabalhistas. Não há um patrão de carne e osso, não existe um departamento de recursos humanos, muitos sindicatos rejeitam representar essas categorias. O contato com o “cliente” resume-se, muitas vezes, a uma entrega rápida e insensível, com um portão com grades no meio de dois indivíduos, que no momento estão a centímetros de distância, mas cujas mãos apenas se tocam e cujas vidas se tocam menos ainda. Não há direitos, não há humanidade. 

[Adaptado] Disponível em: https://www.cartacapital.com.br/artigo/uberismo-e-a-total-desumanizacao-das-relacoes-trabalhistas/

Com base nos textos apresentados e em seus próprios conhecimentos, escreva um texto dissertativo-argumentativo, empregando a norma-padrão da língua portuguesa, sobre o tema:

A pandemia freará a desumanização?

Leia também:

Desenvolvimento da redação ENEM

Introdução da prova de redação ENEM

Como começar uma redação ENEM

Texto dissertativo: da argumentação ao tema de redação

Peça uma demonstração