Imagem de fundo do menu

Professor: como usar o Google Classroom

Tem dúvidas sobre o que é e sobre como usar a plataforma? Confira um passo a passo simples e organize hoje mesmo as atividades dos seus alunos.

Quando as escolas foram fechadas pela pandemia, teve início uma corrida contra o tempo para adaptar a rotina de sala de aula para o ensino remoto. A grande maioria dos professores não estava preparada para essa nova logística, e precisaram fazer em poucos dias várias mudanças que, normalmente, levariam meses para acontecer.

O maior impacto veio das ferramentas para auxiliar o ensino remoto. Como nunca tinham ouvido falar sobre muitas delas, os docentes se viram perdidos na hora de usá-las. Foi o caso do Google Classroom (ou Google Sala de Aula), uma plataforma que facilita a comunicação entre os professores e os alunos. Como a ferramenta é gratuita, ela ainda acabou sendo a escolha de várias instituições de ensino.

Em 2021, as aulas não presenciais estão autorizadas pelo MEC até dezembro, então o Google Classroom vai continuar presente na rotina de muitos professores e alunos. Para ajudar os docentes a entenderem melhor a ferramenta, organizamos neste artigo algumas dicas sobre como usar os seus recursos. Confira:

1 → O que é o Google Classroom

O Google Classroom (ou Google Sala de Aula, na tradução para português) é uma ferramenta online lançada em 2014 pelo Google que funciona como um espaço para aulas virtuais. Por meio da plataforma, os professores e os alunos conseguem se comunicar e organizar melhor as aulas à distância.

O sistema permite que os professores criem turmas, publiquem e monitorem atividades, além de poderem tirar dúvidas dos alunos e atribuir notas às tarefas. Os alunos também conseguem se comunicar entre si e recebem notificações quando o professor lança novos conteúdos na sala de aula virtual. A ferramenta pode ser usada tanto em computadores quanto em smartphones e tablets.

2 → Como usar e quais as funcionalidades

Antes de mais nada, para usar o Google Classroom para suas aulas é necessário que a escola tenha uma conta no G Suite for Education (onde o Classroom está inserido). O recurso também é gratuito e pode ser feito em alguns passos através deste link. Esse primeiro passo é necessário pois confere proteções adicionais de privacidade e segurança essenciais no ambiente escolar. Assim, as escolas* conseguem decidir quais serviços do Google os alunos e professores podem usar.

*Se você não dá aulas em uma escola, é possível usar o Classroom através do seu e-mail no Gmail. Caso você não tenha, pode criar a sua aqui.

Configurada a conta, é só seguir o passo a passo para criar uma turma:

  1. Acesse o Google Classroom pelo seu computador ou baixe o aplicativo pelos celulares com sistema Android ou IOS e faça o login na sua conta do Google.
  2. Clique no + no canto superior direito e escolha a opção “Criar uma turma”
  3. Na próxima tela, você deve criar um nome para a sua turma (Ex.: 7º ano – Turma 171). Também é possível escolher o assunto e até especificar o número da sala. Por fim, clique em “Criar”.
  4. Na próxima tela, você pode personalizar a aparência e alterar as configurações da sala. Para convidar os alunos para a turma, você deve enviar o código da turma ou o e-mail de convite de acesso.

  • Para acessar o código ou convidar os alunos por e-mail para a turma, clique em “Pessoas → Alunos”. O código também está disponível na página inicial, abaixo do nome da sala.

Pronto! A turma está criada. No próximo item, entenda como colocar atividades na plataforma.

3 → Como colocar atividades no Google sala de aula

1) Vá até a aba “Atividades” e clique em “+ Criar”.

2) Aparecerão 5 opções. Entenda o que significa cada uma delas:

  • Atividade: é possível descrever as instruções da atividade e/ou anexar arquivos com os exercícios.
  • Atividade com teste: ao escolher essa opção, a plataforma já cria automaticamente um formulário onde podem ser atribuídas respostas certas e erradas e uma pontuação para cada questão.
  • Pergunta: fórum de perguntas e respostas.
  • Material: envio simples de materiais para a plataforma
  • Reutilizar postagem: é possível utilizar a mesma atividade em outra turma sem que seja preciso começar do zero

Abaixo ainda aparece a função “Tópico”, que ajuda na organização de todos esses materiais. Em cada atividade o professor pode definir uma data para entrega e a pontuação da tarefa, além de inserir instruções para guiar o aluno, links, imagens, arquivos em PDF e arquivos armazenados no Google Drive.

3) Depois de criada a atividade, você pode escolher enviar para alunos específicos ou para a turma toda. Aí é só clicar em “Postar”.

A atividade aparecerá no Mural e pode ser acessada tanto pelo computador quanto pelo celular. No Mural também é possível deixar recados para a sua turma, assim como os alunos podem fazer perguntas e interagir com o grupo.

4 → Como monitorar as atividades dos alunos

1) Entre na aba “Atividades”. Nela constam todas as atividades postadas por você. Clique na atividade que você deseja monitorar e em seguida em “Ver atividade”.

2) Ao abrir a atividade, você tem uma lista de todos os alunos que entregaram e que não entregaram. Para aqueles que entregaram através de um anexo, você pode clicar no ícone de pasta que redireciona para o arquivo anexado no Google Drive.

3) Após corrigida a atividade, você pode atualizar a nota do aluno. A aba “Notas” reúne todas as pontuações atribuídas aos alunos, assim como as atividades referentes a cada nota. O recurso permite tanto a conferência da média da turma quanto a de cada aluno individualmente.

Leia também:

Correção de provas: como usar a tecnologia a seu favor

9 dicas de como elaborar questões

Desempenho de aulas: como melhorar resultados na sala