Imagem de fundo do menu

Qual é o papel do orientador educacional

Zelar pelo bem-estar dos alunos, dar assistência aos professores e mediar as relações com a comunidade são algumas das funções essenciais desempenhadas por esse profissional.

Ainda que seja uma figura importante dentro do ambiente escolar, não são todas as instituições que contam com um orientador educacional dentro do seu quadro de profissionais.

A função é regulamentada por decreto federal, e geralmente é desempenhada por um pedagogo preparado para lidar diretamente com os alunos. Seu objetivo é ajudar não apenas no desenvolvimento cognitivo dos alunos, mas também na sua formação como cidadãos.

Conheça abaixo o papel desse profissional nas escolas e quais os principais desafios que ele enfrenta no desempenho da sua função.

MENU DE NAVEGAÇÃO

1 → Qual a função do orientador educacional

2 → O orientador educacional e o coordenador pedagógico

3 → Quais os desafios do orientador educacional

1 → Qual a função do orientador educacional

Como o orientador educacional lida com questões ligadas ao desenvolvimento do aluno como indivíduo, é comum que o seu papel seja confundido com o de um psicólogo. É importante, no entanto, compreender que a sua função se aproxima muito mais do aspecto pedagógico do que do terapêutico.

O papel do orientador é o de auxiliar o aluno ao longo do seu processo de aprendizagem, mediando conflitos e promovendo a melhora do seu rendimento escolar, ao mesmo tempo em que estreita a relação desse aluno com seus professores. O orientador, portanto,  faz parte da equipe gestora da escola, trabalhando em parceria com o diretor e com o coordenador pedagógico, auxiliando na agenda desse ao atender as demandas cotidianas dos alunos.

Para que consiga entender as necessidades dos alunos sem ser visto apenas como um profissional que os repreende, o orientador também deve estar atento ao que acontece fora da sala de aula. Para isso, é importante tanto circular pelos espaços da escola para conviver com os alunos quanto transpor os muros para chegar até a comunidade escolar.

2 → O orientador educacional e o coordenador pedagógico

As funções desses profissionais são complementares — e é importante que eles consigam atuar juntos. Enquanto o coordenador pedagógico atua sobretudo nas questões relacionadas à prática do ensino, o orientador educacional direciona os seus esforços para mediar as relações entre os alunos, a escola e a família.

Quando trabalham em conjunto, é possível garantir o bom encaminhamento do projeto pedagógico da escola. Na prática, as atribuições diferentes se complementam e um profissional consegue dar continuidade no trabalho do outro de forma mais efetiva.

Para criar um ambiente de trabalho harmônico, coordenador e orientador precisam entender as suas atribuições e de que forma elas se interligam. Contar com o auxílio do diretor também é importante para esse alinhamento. Assim, a troca de informações sobre os alunos se torna mais efetiva e facilita a definição de ações conjuntas em prol do seu desempenho escolar.

Tanto orientador educacional quanto coordenador pedagógico devem estar cientes de que o seu trabalho em conjunto tem como objetivo principal o sucesso dos alunos

3 → Quais os desafios do orientador educacional 

Como em qualquer função, o orientador educacional também encontra alguns desafios no desempenho de suas atividades. Confira alguns deles:

A dificuldade de colocar os responsáveis mais presentes na vida escolar dos filhos

Esse costuma ser um dos principais desafios em grande parte das escolas. Aproximar os responsáveis da vida escolar dos alunos é fundamental, já que o processo de educação não acontece apenas do lado de dentro das instituições. É função do educador mostrar a esses responsáveis a importância de participar de todo o processo de escolarização dos alunos.

A falta de sincronia no trabalho em conjunto com os outros profissionais

Como o orientador educacional possui tarefas semelhantes a outros profissionais da educação, existe a possibilidade de disputas internas. Essa é uma situação que não só dificulta a harmonia do trabalho do grupo como também interfere negativamente nos resultados buscados perante os alunos.

Nem sempre as escolas contam com um orientador educacional na equipe

Ainda que fundamental no processo de ensino e aprendizagem, nem sempre as instituições de ensino contam com a presença de um orientador educacional. Em sua ausência, o trabalho não pode deixar de ser feito, cabendo ao diretor, coordenador e mesmo aos professores preencher essa lacuna, assegurando a formação cidadã dos alunos.

Leia também:

Consultor educacional: o que faz?

Ebook: Como analisar os resultados do meu plano de ação escolar

Sistema educacional brasileiro: o que é e como funciona

Peça uma demonstração